Gestão de Redes Sociais, a forma de alcançar o mundo

Gestão de Redes Sociais, tal como foi referido no artigo “Redes Sociais, o nosso dia-a-dia”, é o conjunto de ações planeadas que permitem a uma marca estar presente no lugar certo e na hora exata.

 

Mas, concretamente, o que é Gestão de Redes Sociais?

A Gestão de Redes Sociais é o conjunto de ações que, de forma estruturada, representa a presença online da marca, recorrendo às redes sociais como o canal de comunicação com o público-alvo. Esta gestão inicia-se antes da publicação ser realizada e termina depois da mesma. Assim, este processo inicia-se com o planeamento, passa pela produção dos conteúdos e publicação e termina com a monitorização dos resultados.

Esta presença deve ser realizada por um especialista em redes sociais para que essa atuação online tenha resultados positivos. Estes podem estar relacionados com a promoção da marca, a interação e engagement com os seguidores e o aumento da probabilidade de vendas.

 

E quais as etapas desse processo?

A Gestão de Redes Sociais pode-se dividir em 6 etapas:

Conhecer o público-alvo

Esta etapa permite conhecer dados como os hábitos, gostos e interesses das pessoas, de forma a que seja possível definir a Persona da marca, ou seja, para quem a comunicação será dirigida. Assim, será também mais fácil selecionar as redes sociais onde a marca deve estar presente.

Definir a estratégia digital

Esta etapa permite definir todo o modo de atuação online da marca, devendo começar pela definição dos objetivos. Os objetivos digitais mais comuns são:

  • Divulgação da marca e respetivos produtos/serviços
  • Interação com o público-alvo
  • Desenvolvimento da comunidade de seguidores da marca
  • Desenvolvimento de anúncios
  • Aumento das vendas

Com o(s) objetivo(s) definido(s), torna-se mais fácil definir as ações a implementar. Mas existem aspetos que se devem ter em atenção, como por exemplo a identidade visual, a consistência na frequência das publicações e respetiva qualidade dos conteúdos.

Desta forma, criar um calendário editorial pode ser uma boa opção para que as publicações estejam organizadas e consiga tirar o máximo proveito da estratégia.

Produzir conteúdo

Esta etapa permite a produção de conteúdos textuais e visuais (em imagem ou vídeo) que estejam alinhados com a identidade visual da marca e a estratégia definida. Apenas é necessário destacar a importância da criatividade e da relevância, uma vez que o acesso a informações é cada vez maior, sendo por isso necessário a marca destacar-se com a qualidade dos seus conteúdos. Isto é, o conteúdo deve apresentar valor para os seguidores. Por exemplo, no Facebook pode-se mostrar informações da marca, publicar produtos/serviços ou blog posts com call-to-actions para visitas ao site. Enquanto que no Instagram, por exemplo, recorre-se mais a fotos com qualidade e a stories para mostrar os “bastidores” de cada marca. Já no YouTube, pode-se publicar vídeos com soluções ou explicações relevantes, e no LinkedIn, ofertas de emprego e artigos de autoria própria.

Publicar o conteúdo

Esta etapa permite publicar os conteúdos desenvolvidos na etapa anterior, em qualquer horário e rede social. O horário, tal como a seleção das redes sociais, dependerá do comportamento dos seguidores, ou seja, da altura do dia em que estes estão nas redes sociais. Por norma os horários das refeições e final do dia costumam ser os que apresentam melhores resultados, mas nada como testar diferentes horários. Para facilitar esta etapa, existem plataformas de gestão de redes sociais, onde se pode publicar ou agendar publicações nas diferentes redes sociais, sem ter que fazer login em cada uma delas.

Investir em anúncios

Esta etapa permite promover, de forma paga, a página ou uma publicação ou uma campanha para que esta obtenha um maior alcance em relação às outras. Assim, os anúncios nas redes sociais são cada vez mais habituais.

Monitorizar os resultados

Esta etapa permite acompanhar e avaliar os resultados da estratégia definida para a gestão de redes sociais. Esta análise é realizada de acordo com os resultados das métricas de performance, como por exemplo:

  • Alcance: número de pessoas que viu a publicação. O alcance pode ser orgânico ou pago.
  • Impressões: número de vezes que a publicação foi apresentada no ecrã.
  • Tráfego: número de visitas no site com origem nas redes sociais.
  • Engagement: número de reações e interações nas publicações, por exemplo likes, comentários e partilhas.
  • Seguidores: número de pessoas que seguem a marca.

Mas também pode ser realizada com a procura de palavras-chaves relacionadas com a marca de forma a procurar alguma menção à mesma que possa ter passado despercebida.

 

Em suma, as redes sociais, como estão por todo o lado, são um excelente canal de comunicação para as marcas uma vez que apresentam um meio que possibilita a interação, a aproximação e o engagement com o público-alvo das marcas.

 

Ver mais sobre este serviço: https://green.pt/redes-sociais/

 

Redes sociais: FacebookInstagram e LinkedIn